29 de mar de 2016

NOSSOS ANJOS GUARDIÕES! QUANTO TRABALHO DAMOS A ELES!



É muito confortável saber que temos quem nos protege continuamente do “lado de lá”. Amigos fiéis e devotados que nos acompanham desde a fecundação no ventre de nossas mães e que seguirão ao nosso lado zelando por nós ininterruptamente. 

Saber disso é mais uma das maravilhas que devemos ao trabalho sério e pesquisador de Kardec, que inquirindo aos Espíritos venerandos sobre nossos “Anjos – Guardiões” ou “Espíritos Protetores”, nos trouxe preciosas informações, que vale ler na íntegra em O Livro dos Espíritos – item 489 a 521. 

Estes protetores são Espíritos de uma ordem um pouco mais elevada e que não nos abandonando nunca, ficam mais afastados quando nos sentem refratários e inclinados às sugestões de Espíritos inferiores, voltando a interceder tão logo a isto estejamos abertos. 

Essa fidelidade em que, por mercê de Deus nos foi concedida, e que livremente aceitaram por missão, muitas vezes penosas, nos envolve e nos acompanha de perto onde quer que estejamos: nas prisões, nos hospitais, nos lares, e até esmo na solidão ou lugares menos dignos em que possamos estar. 


São Espíritos bondosos, que nos estimam, e que em encarnações anteriores foram nossos amigos ou parentes. “... Ah! Se conhecêsseis bem essa verdade! Quanto vos ajudaria nos momentos de crises! Quantas vezes vos salvariam dos maus Espíritos! Mas no dia decisivo, esse anjo do bem terá que vos dizer: “Não te disse isso? E tu não fizeste. Não te mostrei o abismo? E tu aí te precipitaste. 

Não te fiz ecoar na tua consciência a voz da verdade? E não seguistes os conselhos da mentira? Oh! Interrogai os vossos anjos guardiões, estabelecei entre eles e vós essa ternura íntima que reina entre os melhores amigos. Não penseis em lhes esconder nada, porque eles têm o olhar de Deus e não podeis enganá-los... Procurai avançar nesta vida e vossas provas serão mais curtas, vossas existências, mais felizes... Não temais nos cansar com vossas questões. 

Ao contrário, procurai sempre estar em relação conosco, sereis mais fortes e felizes. Vamos homens, coragem! Atrai para longe de vós de uma vez por todas os preconceitos e idéias preconcebidas. Entrai no novo caminho que se abre diante de vós. Marchai! Tendes guias, segui-os, que a meta não pode vos faltar, porque essa meta é o próprio Deus.” Livro dos Espíritos, cap. IX Inquiridos sobre se o Espírito-protetor sofre quando seu protegido segue o mau caminho, e se, então, sente-se responsável pelo mau resultado dos seus esforços, respondem os Espíritos venerandos que ele lastima, porém não se sente responsabilizado, pois que fez o que de si dependia e sabe esperar o tempo necessário, pois o que não aprendeu hoje, um dia aprenderá. 

Saber de tudo isto (e de muito mais que o capítulo exemplifica), renova nossa confiança na bondade e maiores dificuldades e angustias, nos oferecendo alento e esperança para os desafios em que a vida, em resposta às nossas escolhas anteriores, hoje nos coloca. Inegavelmente vivemos hoje do que plantamos ontem e, como dois e dois são quatro... Os desafios nunca erram o endereço de onde estamos. Porém, quando abrimos espaço, a misericórdia divina nos envia os Espíritos Benfazejos, para que nos incentivem, amparem e intuam no correr da caminhada de nossa evolução, porque... Nossos Incansáveis Anjos Guardiões Quando erramos a procura do caminho, necessitamos da graça que alumia o retorno. 

Doracy M. A Mota  

Nenhum comentário:

Postar um comentário